Home / Inicio / Notícias / Atendimento médico

Atendimento médico

Assistência médica do município

PSF: A Saúde da Família é entendida como uma estratégia de reorientação do modelo assistencial, operacionalizada mediante a implantação de equipes multiprofissionais em unidades básicas de saúde. Estas equipes são responsáveis pelo acompanhamento de um número definido de famílias, localizadas em uma área geográfica delimitada. As equipes atuam com ações de promoção da saúde, prevenção, recuperação, reabilitação de doenças e agravos mais freqüentes, e na manutenção da saúde desta comunidade. Seu principal propósito: reorganizar a prática da atenção à saúde em novas bases e substituir o modelo tradicional, levando a saúde para mais perto da família e, com isso, melhorar a qualidade de vida dos brasileiros. A estratégia do PSF prioriza as ações de prevenção, promoção e recuperação da saúde das pessoas, de forma integral e contínua. O atendimento é prestado na unidade básica de saúde ou no domicílio, pelos profissionais (médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e agentes comunitários de saúde, odontólogos, TSB e ASB,) que compõem as equipes de Saúde da Família. Assim, esses profissionais e a população acompanhada criam vínculos de co-responsabilidade, o que facilita a identificação e o atendimento aos problemas de saúde da comunidade.

Imunização na Atenção Primária: As ações de vacinação são realizadas na UBS de segunda a sexta feira, das 7 ás 16 horas. Nas campanhas uma parte da equipe realiza um cronograma especial para facilitar o acesso as vacinas, assim uma técnica realiza um dia de vacina em cada córrego como estabelecido anteriormente em cronograma. NA sala de vacina possui uma câmara fria especifica para a vacina, assim como ar condicionado e gerador de energia para atender a sala, a fim de suprir as faltas de energias que são comuns no município. O Registro da vacina é feito em sistema próprio, SIPNI,as ainda são feitos cartão espelho impresso de todos os pacientes que utilizam o serviço

Urgência e Emergência na Atenção Primária à Saúde: O funcionamento deve ser ininterrupto, contando com, pelo menos um médico plantão em regime de sobre aviso e um enfermeiro e 1 técnico de enfermagem de plantão presencial, nas 24 horas, todos os dias, incluindo sábados, domingos e feriados. Todo chamado deve ser atendido pelo enfermeiro ou técnico de enfermagem e, após a devida identificação e localização do solicitante, nos chamados em que o solicitante necessite apenas de informação que não caracterize pedido de socorro de urgência, o profissional está autorizado a

fornecer a informação, se ela estiver disponível em suas ferramentas de trabalho e encerrar a solicitação, sem a interveniência do médico ou sendo obrigatoriamente ter que vir unidade para atendimento. Caso não possua a informação, deverá orientar ao solicitante que procure a unidade de saúde para melhor averiguação.

Enfermeiras 12/36: Atendem no PSF situado na Avenida Presidente Kennedy nº 73, realizando a triagem dos pacientes que chegam à unidade sem agendamento. Ou seja esses pacientes irão ser avaliados pela enfermagem que fará a identificação da gravidade da situação de saúde no momento, a enfermagem utilizará de técnicas específicas para este fim.

Em casos que não haja nenhuma gravidade ou a situação não ofereça risco o paciente será orientado a agendar a consulta com o medico de referencia da sua área adstrita, ou caso seja possível sanar a necessidade do usuário no momento.

Julgando a gravidade de cada caso e, em se tratando de situação crítica, deverá desencadear imediatamente a melhor resposta, acionando o médico e inclusive, múltiplos meios, sempre que necessário, podendo, em seguida, concluir o detalhamento do caso. Caso a equipe opte ir com o suporte básico (ambulância) prestar a assistência no local, deve ir preparada para realizar o transporte e os atendimentos de primeiros socorros e ou pré- hospitalares.

Após essa avaliação no local o médico deverá tomar a decisão a respeito da necessidade do paciente, definindo inclusive para qual unidade de saúde o paciente deve ser transportado, se for o caso, e se o paciente for transportado, cabe ao médico monitorar e acompanhar todo o atendimento prestado no trajeto. Após o adequado recebimento do paciente no serviço determinado, ou seja, nos hospitais de referencia, o médico poderá considerar o caso encerrado. Nos casos mais simples onde não haja necessidade de encaminhar para outros pontos de atendimento, o médico juntamente com a equipe prestará o atendimento e das devidas condutas de acordo com a queixa, e o paciente será liberado, e orientado em caso de mudança do quadro poderá procurar o serviço novamente.

  Telefone para

 atendimento médico de emergência: (33) 98812 – 4141

Sobre Administração

Deixe uma resposta

Seu email nao sera publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top